Casais de meninos e suas historinhas deliciosas

A gente adora casais de gente feliz, que vive a vida sem medo do preconceito e que assume pro mundo o seu amor do jeito que é. E para celebrar esse amor, resolvemos falar com 3 casais que deram as caras para a Hornet e contaram uma curiosidade sobre eles. Confiram os meninos que abrem o mês de julho.

Paulo e Sávio 

 

Se conheceram na academia, quando Sávio Fernandes (arquiteto) resolveu roubar um beijo de Paulo Falcão (publicitário) até que começaram a namorar. Juntos há 10 anos, os dois estão noivos e vão casar em breve. Paulo reclama que o Sávio odeia acordar cedo e que soube disso quando foram morar juntos. Uma curiosidade: a irmã de Paulo pediu que ele fosse padrinho em seu casamento, ele disse que só aceitaria se pudesse entrar com Sávio na cerimônia. Ela, então, fez o casamento fora da Igreja para que os dois pudessem entrar como padrinhos, bem juntinhos.

Alexandre e Fábio

Há nove meses juntos, o escritor Alexandre Rabelo e o estudante de design de interiores Fabio Dell’ Abadia dizem que o amor pelas artes é o que os une. O dois se divertem com personagens exagerados que as atores criam em cenas de sexo, seja em histórias que já viveram ou ouviram ou em vídeos pornô. Eles já postaram um vídeo imitando frases como “mete no cuzinho”, “soca essa piroca”. Que tal pedir o link, hein?

Eduardo e Nickolas

Eduardo e Nickolas estão juntos há 4 meses e as redes sociais deram uma ajudinha para que os dois se encontrassem. O multimídiático e o estudante de relações internacionais são sempre confundidos como irmãos quando vistos por pessoas desconhecidas. No primeiro encontro, Eduardo, tentando estacionar o carro, bateu no carro da frente e, adivinhem: era o carro do Nickolas. Foi amor à primeira batida!

  • Wendel Anthuny

    Super fofos esses casais!
    Porém, todos brancos… senti falta dos casais Negros!
    Na verdade a falta de representatividade nesses posts é bem grande….
    Alô equipe, se atentem a isso! bj

  • Marcio Rolim

    Olá, Wendel. A saber, o casal Paulo e Sávio são de Belém do Pará, portanto, de origem indígena. Minha última matéria é sobre acessório para homens trans e as capas das anteriores, eventualmente tê rapazes negros, basta dar uma procurada nos artigos originais em português. Acredito estarmos fazendo algum trabalho a favor da representatividade. No mais, agradeço imensamente sua crítica e sua visita. Prometo observar mais essa questão e representar melhor os meninos negros nos artigos. Você pode sugerir uma pauta pra gente. Venha sempre e grande beijo.