Casal #3 de dezembro encerra 2017 com muito amor

Chegou o último casal desse ano e como prometemos, 3 lindos passariam por aqui nesse mês de dezembro. Pra encerrar nossa série de sucesso #casalhornetdomês Alexandre Silva, 37 anos, arte educador e fotografo e Ronaldo Serruya, 46, ator do Grupo XIX de Teatro e dramaturgo contam pra gente sua história. Tem Hornet, tem filho, tem ex-esposa, tem tudo dessa vez. Grande beijo e que 2018 traga muitos casais lindos como esse.

A gente se conheceu através do Hornet. Começou com uma abordagem bem comum nos aplicativos, fomos conversando, trocamos fotos, falamos um pouco sobre a gente. Depois de meses veio o primeiro encontro e a gente percebeu que alguma coisa forte e especial tinha rolado, e a partir daí não nos largamos mais. Já faz 2 anos e meio.

Eu tenho um filho de 14 anos, o Arthur, do meu primeiro casamento. Depois disso ainda tive outro casamento com mulher. Quando acabou essa segunda relação eu comecei a me relacionar com homens. O mais lindo do meu garoto é que ele me apoia incondicionalmente! Segundo ele, o que importa é que o pai dele seja feliz. (Alexandre)

O Arthur é um garoto incrível. Desde o início da nossa relação ele passa os fins de semana com a gente. Essa aproximação foi acontecendo de forma gradual, sem forçar a barra. Ele é um garoto muito tranquilo, a gente conversa bastante sobre tudo, o fato de sermos gays, de que a diversidade de gênero e raça é algo importante e que as diferenças não devem ser apenas toleradas, mas aceitas incondicionalmente. (Ronaldo)

 

Achamos que não existe um modelo de relação que deva ser imposto. Não somos contra relações monogâmicas se as pessoas envolvidas estão felizes assim. Para mim, faz tempo que esse modelo está falido, não funciona. Não queremos reproduzir uma relação heteronormativa baseada em conceitos como fidelidade e completude. O que nos completa é um conjunto de coisas. A gente gosta de curtir juntos com outros caras também. A gente tenta construir uma relação sem amarras, baseada em conceitos como lealdade, respeito e alegria. Tem vezes que nos deparamos com limites, é claro. Aí a gente senta, conversa, discute, e define regras.

 

Sigam os meninos nas redes sociais

Instagram: ronaldoserruya

Facebook: Ronaldo Serruya

Instagram: alem4ndu

Facebook: Alexandre Silva