Casal gay mais velho da Austrália planeja se casar após 50 anos vivendo juntos

Um casal que já é conhecido das redes por ser composto pelos dois homens gays mais velhos de toda a Austrália está planejando seu casamento, agora que a nação votou a favor do casamento igualitário no país. Nunca é tarde para ser feliz, não é mesmo?!

Os australianos votaram em uma pesquisa postal não vinculativa sobre igualdade matrimonial, que entregou 61,6% a favor a favor do casamento igualitário. Agora, os políticos só precisam aprovar o projeto de lei através do parlamento e os australianos LGBT poderão se casar legalmente no país.

Logo após os resultados terem saído, Arthur Cheeseman de 85 anos e John Challis, começaram a planejar sua cerimônia de casamento e toda a web se comoveu com a história. Os dois se conheceram em 1967 em uma exposição de arte e já estão juntos há 5 décadas.

 

LEIA TAMBÉM | Maioria da população vota por casamento igualitário na Austrália

 

Se o projeto de lei passar pelo parlamento até dezembro, o casal planeja realizar a cerimônia ainda em janeiro de 2018.

“A pesquisa foi um erro, no entanto produziu um bom resultado”, disse Challis ao ABC. “Vamos nos casar sem qualquer barulho, tranquilos e calmos, nós provavelmente iremos ao cartório com alguns amigos… ou de repente eu tenho um amigo registrado para celebrar casamentos, ele pode vir aqui para uma xícara de café em uma manhã e nós receberemos algumas testemunhas. Muito simples, é isso. Eu tenho um aniversário de 90 anos no ano que vem. Podemos combiná-lo com isso. O casamento nos dará dignidade”, disse ele.

Atualmente, na Austrália, os casais do mesmo sexo podem registrar suas relações de fato, mas para Cheeseman e Challis, no que diz respeito à sua aposentadoria, só isso não é suficiente. “Uma das coisas importantes para nós é ter este certificado de casamento, porque isso afeta a forma como a nossa aposentadoria é revista. Este voto nos dá nova dignidade, um novo status e um novo lugar na sociedade. Nós somos os mesmos que todos os outros”, acrescentou Challis.

 

O casal já havia dado uma entrevista há 5 anos no momento em que os principais líderes políticos australianos não apoiaram a igualdade matrimonial numa primeira tentativa de aprovar o projeto de lei. Confira: