Como Responder Às Reclamações Mais Comuns Sobre Personagens Recém Assumidos

This post is also available in: Inglês Espanhol

gaymerx banner,video games, gaming, convention

GaymerX é uma convenção de games que acontece todo ano em San Jose, CA. GaymerX é um “espaço gay”; uma convenção onde os comitês focam em temas gays, mas todos estão convidados e são bem-vindos. Como um orgulhoso patrocinador do GaymerX, o Unicorn Booty cobre todos os tipos de assunto relacionados a games.

Chegou a esse ponto. Você sempre pensou que esse dia chegaria. Os sinais estavam lá, e agora é verdade. Seu amado fandom acabou de ganhar um personagem gay.

Pode ser que um personagem já de longa data que se revelou gay, como o Homem de Gelo no All-New X-Men #40. Pode ser que um novo personagem gay seja inserido em um franchise já existente, como o Kung Jin do Mortal Kombat X ou o Dorian no Dragon Age: Inquisition. Talvez não seja um personagem, mas uma organização que tenha tomado uma posição pública pró-gay, como quando a convenção de games Gen Con ameaçou se retirar de Indiana em resposta a lei de “liberdade religiosa”.

Esse momento pode ser confuso para você. Você provavelmente tem muitas perguntas e pouquíssimas respostas. Você pode encontrar resistência ao novo personagem pelos seus colegas fãs. As pessoas vão te criticar, o seu fandom, ou os personagens que você ama. Mas não precisa ter medo, porque nós estamos aqui para te ajudar a se virar nas discussões online sem fim que você possa acabar entrando.

Apenas siga o passo a passo do nosso guia simples de respostas, e você vai estar preparado para ganhar qualquer guerra online que cruzar o seu caminho.

“Eu não me importo se ele é gay ou não. Eu só quero um personagem bem projetado.”

Esse argumento vai aparecer bastante, e as vezes pode ser difícil de combater. Afinal, todos nós não queremos que todos os personagens que amamos sejam bem elaborados e não definido por uma característica específica como a sexualidade?

Mas personagens bem elaborados são frequentemente personagens realistas, e o quão realista é ignorar a diversidade sexual e excluir um bloco inteiro da população humana?

A inclusão de personagens gays adiciona complexidade e profundidade em potencial, faz o franchise inteiro mais verdadeiro com a vida real, e fala para os leitores gays que eles são reconhecidos e apreciados. Apenas destaque gentilmente para os seus colegas fãs que um franchise bem projetado possuiria um grupo muito diverso de personagens, incluindo alguns gays.

Iceman as seen in X-Men Legends II
Homem de Gelo faz uma pose.

“Por que eles tem que transformar aquele personagem em gay? Ele nunca foi gay antes!”

Esse é um bom momento parar lembrar ao seu amigo que está discutindo que muitas pessoas gays passam as suas vidas inteiras no armário, seja por causa de pressão da sociedade ou familiar, ou medo de retaliação e rejeição.

Algumas pessoas reclamam que revelar a sexualidade de um personagem de uma maneira repentina pode parecer como um toque arbitrário no interruptor. Mas na verdade, te força a reexaminar o passado deles e a considerar que a saída do armário deles foi uma culminação longa e gradual das atitudes e comportamentos passados.

Por exemplo, vários fãs de quadrinhos que eu conheço falaram que o Homem de Gelo ser gay fazia sentido devido ao seu histórico horrível de namoro e sua preocupação constante em poder controlar seus poderes (e subsequentemente ele mesmo). Um tema comum no arco de história do Homem de Gelo é que ele é muito mais poderoso do que parece (em um nível técnico, ele se aproxima da magnitude da Jean Grey), mas que ele nunca usa os seus poderes no máximo de seu potencial porque ele tem medo das consequências.

 

No final, o comportamento externo de uma pessoa não é sempre uma indicação de sua sexualidade, e isso vale para os dois lados. Todo homem gay não dá pinta que nem uma bailarina ouvindo Hooked on Gaga (É verdade, apesar de também sermos conhecidos por desfilar e rebolar). Personagens bem elaborados deveriam, afinal, exibir comportamentos tão variados quanto eles são na vida real e não se prenderem a estereótipos baratos e preguiçosos, mesmo que isso signifique que eles não pareciam gay até o momento em que eles se assumiram.

“Eu não quero ouvir sobre a vida amorosa deles!”

Essa é uma reclamação muito comum sobre as pessoas gays no geral, não só os fictícios nos fandoms. Em menos de 10 palavras, a pessoa reduziu a vivência gay a nada mais do que com quem a pessoa trepa.

Para responder, apenas educadamente diga que a vivência gay não só é mais, muito mais do que o que acontece no quarto, mas que há vários momentos em quase todo fandom que o romance de um personagem heterossexual não só foi discutido como se tornou uma grande ponto no enredo. Exemplo: Ninguém pediu para discutir a vida amorosa do Ciclope, o pedante oficial dos X-Men, mas isso não impediu a Marvel Comics de falar sobre isso sem parar por mais de 50 anos.

Dorian from Dragon Age: Inquisition
Dorian não curtiu seu comentário.

“Isso é golpe de marketing. Eles estão se vendendo para ganhar dinheiro.”

Isso é simplesmente uma grosseria, mas tente se manter calmo e responder de uma maneira civilizada e apropriada, usando a gramática corretamente. Nada destrói mais um argumento do que uma gramática ruim.

O que esse comentário está falando é que não existia qualquer público gay para esse produto anteriormente, e a empresa está tão desesperada por dinheiro que eles estão tentando agradar um público que eles normalmente não querem ou precisam.

Lembre gentilmente a essa pessoa muito grosseira que há gays de todos os estilos, incluindo nerds devotos aos quadrinhos, videogames, ficção científica, filmes, seja o que for. Um personagem gay aparecendo no fandom não só mostra que os criadores reconhecem esses fãs, mas também oferece uma mudança bem-vinda e refrescante de “se vender” sem parar para os héteros — deve ser uma grande tensão ter tanta atenção voltada para eles o tempo todo. Coitadinhos! Não é a toa que eles são tão grossos!

“Eu não tenho problemas com personagens gays. Eu amo Will & Grace e Modern Family.”

Essa é uma variação não tão sutíl do clássico “mas alguns dos meus melhores amigos são…”. Não passa de nhem nhem nhem, como as crianças dizem.

Will & Grace usava estereótipos gays exagerados para comédia geral, e o casal de Modern Family é quase inquietantemente normal. Nenhum deles representa de verdade a dimensão da vivência gay. Dizer que você gosta de gays porque você gosta de Will & Grace é como dizer que você sabe como é ser transgênero porque você nunca perdeu um episódio de RuPaul’s Drag Race.

Gostar de um personagem gay em uma série não absolve ninguém de ignorância no que diz respeito a personagens gays em outra série. Não é uma carta de “Saída da Prisão” tanto quanto é uma carta de “Escape Da Responsabilidade Por Declarações Ignorantes Que Eu Não Quero Assumir”, que reconhecidamente, não é tão incisivo (e provavelmente o motivo de nunca ter entrado na versão final do Monopoly).

Kung Jin in Mortal Kombat X
Kung Jin não está impressionado.

“Mantenha a política fora do meu fandom! Eu só quero curtir ele!”

E finalmente, nós temos o cocktail Molotov dos comentários de internet. Esse vai além de grosseria para uma indelicadeza.

“Manter a política fora” é uma frase popular que pode ser traduzida como “Eu não quero nenhuma ameaça aos meus privilégios, direitos ou status, e ao exigir tratamento igual, você sujou o bom nome do meu fandom. EU DISSE PASSAR BEM, SENHOR!”

É prudente se lembrar de que essa pessoa provavelmente vive uma vida de impotência e somente pode achar um propósito vivendo indiretamente através dos personagens heroicos ou míticos dos seus fandoms, então talvez eles mereçam pelo menos um pouquinho de pena.

Então, depois de você ter repetido isso para você e inspirar profundamente para se acalmar, você pode lembrar a essa pessoinha triste para não ser um babaca de mente fechada no que diz respeito a dividir os seus brinquedos.

Esperamos que tenha sido uma leitura esclarecedora para você, e confiamos que agora você vai se sentir confiante e seguro nos seus argumentos com estranhos na internet que estão com raiva, chateados e simplesmente ofendidos que uma pessoa gay seja parte do mundinho de fantasia deles.

Então da próxima vez que você encontrar alguém assim, lembre-os gentilmente que colecionar obsessivamente as façanhas super heroicas de homens musculosos usando lycra que gostam de explodir coisas; ou aprender cada centímetro e movimento de homens primorosamente detalhados e musculosos em videogames que gostam de socar buracos e de socar um ao outro é…bem…meio gay. Você não acha?

Essa história foi publicada originalmente em 22/04/2015


gaymerx, video games, gaming, convention

GX3: Everyone Games marca o terceiro ano da convenção GaymerX, um encontro de gamers de computador e consoles LGBTQ com discussões, encontros, festas e mais! A convenção acontece de 11 a 13 de Dezembro em San Jose, Califórnia. Os Chefes de Honra desse ano incluem a ex-participante de RuPaul’s Drag Race Trixie Mattel, Jennifer Hale do Mass Effect, e muito, muito mais! Ingressos estão disponíveis em GaymerX.com.

Comments are closed.