Hornet em comunidade

Galera reúne 4 mil usuários Hornet em comunidade

Os meninos Murilo Sakalauskas, Cleber Araká e Rafael Eudes, usuários de aplicativos de encontros, resolveram criar um grupo no Facebook para reunir a galera que queria ir além. Deu certo. Já são quase 4 mil integrantes e olha só, se chama Hornet Boys (Gay).
A ideia era fazer amizades, conhecer gente, interagir e criar mais um canal de contato para quem apenas queria socializar ou até ampliar sua lista de crushes.

“Começamos a divulgar o grupo em nossas páginas pessoais e a galera que estava entrando começou a fazer o mesmo. Perdemos o controle e o grupo começou a andar sozinho”, se orgulha Murilo, que modera o grupo. Não tem meninas, os assuntos do grupo são voltados ao público gay masculino, sem medo.

 “Quando a galera chega de fora, os gringos, principalmente, eles vão ao grupo, porque lá sempre a troca de fotos é facilitada, até porque dá para acessar o perfil pessoal do participante e ver um pouco mais, né. Tem gente de tudo que é canto, mas principalmente meninos que não são o gay-padrão e, por isso, eventualmente alguém aparece lá para tentar bagunçar. Então a gente olha bem o perfil da pessoa antes de aceita-lo”, explica Murilo.

 

A página apresenta divulgação de baladas e todos têm liberdade para postar, podendo até divulgar seus trabalhos.  Os moderadores tentam limitar postagens pesadas e buscam dar espaço a encontros mais casuais, rolês em shopping e praças.

Eles confessam que ainda não estão ligados à questão de representatividade ou causas LGBT e que eles querem é oferecer aos usuários do aplicativo um ambiente adicional de interação. Mas toda ideia é bem-vinda e avaliada com os usuários.

vale a pena dar uma passada lá!

(Imagem em destaque by pixelfit via iStock Photography)