Cinco cenas de sexo gay que provam que Game of Thrones é a série mais inclusiva da TV

This post is also available in: Inglês Espanhol Francês Tailandês Chinês Turco

Nota do editor: Este artigo contém pequenos spoilers da sétima temporada de Game of Thrones.

Se você é um espectador dedicado da série de fantasia violenta da HBO Game of Thrones, então você pode ter gostado da cena de sexo entre Jon Snow e Daenerys Targaryen durante o final da temporada 7. Os fãs curtiram a transa por um dos três motivos: porque reuniu dois dos mais poderosos (e justos) governantes da série; porque Kit Harington (o ator que faz Snow) tem uma bunda ótima; ou porque Snow e Targaryen têm todo uma coisa incessante de incesto.

Seja qual for o seu gosto, os heterossexuais obtêm a maior parte do amor em Westeros, mas as cenas de sexo gay do Game of Thrones tornaram-no uma das séries de Tv mais inclsuivas desd esempre. Eles retratam o sexo homossexual, lésbico e bisexual como parte integrante da história e dos personagens em vez de apenas usá-los para atrair audiência.

Então, juntamos aqui cinco das melhores cenas de sexo gay em Game of Thrones e fornecemos um contexto sobre suas histórias. Esteja ciente, no entanto, algumas dessas cenas são muito mais recatadas do que as cenas hetero.

1. Doreah ensina Daenerys sobre sedução(Temporada 1, episódio 2)

Logo no início da série, Daenerys é casada com Khal Drogo, um governante do devastador Dothraki, uma raça de guerreiros nómadas montados em cavalos. Daenerys não tem certeza de como agradar seu novo marido, então ela pede a sua criada Doreah para ensinar-lhe algumas habilidades. Embora as duas não titrem a roupa, se beijem ou realmente chegem aos finalmentes, a cena está cheia de tensão sexual lésbico. Você sente que Daenerys teria beijado Doreah (ou mais) se Doreah tivesse tentado.

O marido de Daenerys acabou assassinado por uma bruxa aparentemente inocente, mas Daenerys continua a se tornar mãe dos Dragões e conquistou vários outros amantes do sexo masculino em seu longo e difícil caminho para se tornar a governante de Westeros. Infelizmente, nunca vemos seu par ser uma mulher, mas quem sabe – talvez, se a pessoa certa surgir, ela usará o que Doreah lhe ensinou.

2. Ros (com Baelish) introduz a nova garota no bordel (Temporada 1, episódio 7)

Não é fácil cuuidar de um bordel (assumimos): você tem que mantê-lo arrumado, anunciar seus serviços e treinar novos profissionais do sexo. Pergunte ao Petyr “Littlefinger” Baelish. Ele dirige um dos bordéis mais populares em King’s Landing (ou pelo menos ele costumava antes de ir para o norte e cortar a garganta das irmãs Stark). Baelish sabe o que os clientes (e os telespectadores) querem, e não envolve muita conversa de bate-papo ou barulho.

Mencionamos que esta cena acima é a razão pela qual os telespectadores surgiram com a palavra “sexposição”? É um termo para quando muitas informações da história são transmitidas durante uma cena sexual. Estávamos tão ocupados assistindo a ação que ignoramos a maior parte do que Baelish disse.

O bordel de Baelish torna-se um lugar onde muita intriga e drama acontecem. Convidados reais, espiões (como Ros) e guardas caíram de vez em quando. Alguns assassinos e fanáticos religiosos também fazem uma visita ao longo da série.

3. Ser Loras Tyrell rejeita King Renley Baratheon (Temporada 2, episódio 3)

Os espectadores gays do programa adoraram ver Ser Loras Tyrell e seu amante semi-secreto, o Rei Renly Baratheon. Loras era um cavaleiro duelante e herdeiro do trono de Highgarden, e Renly era um dos muitos homens que lutavam para sentar-se no Trono de Ferro. Os dois compartilharam um momento íntimo no início da 2ª temporada quando Loras ajudava Renly a se barbear, mas os dois conseguiram beijar, tatear e se despir na cena acima.

Infelizmente, a cena para prematuramente enquanto Loras lembra a Renly que, como rei, ele deveria realmente estar engravidando sua nova rainha, a irmã de Loras, Margaery Tyrell. Felizmente, Margaery é muito esperta – ela percebe que Renly é gay e até oferece a Renly um menagem incestuoso apenas para pegar um bebê na barriga dela.

Infelizmente, para todos eles, Renly eventualmente acaba sendo esfaqueado no coração por um demônio da sombra e Loras e Margaery acabam presos e explodidos em pedaços várias temporadas mais tarde.

4. Oberyn, Ellaria e Olyvar curtem uma orgia (Temporada 4, episódio 3)

Quando Oberyn e sua esposa Ellaria vêm ao King’s Landing, eles perdem um pouco de tempo antes de provar as iguarias locais. Isso inclui Olyvar, o novo gerente de bordel enquanto Lord Baelish viaja para o norte. Quando Oberyn primeiro o propõe, Olyvar diz que não está no menu. Mas depois que Oberyn tenta novamente, Olyvar admite que ele é “extremamente caro”.

Oberyn pergunta se ele já esteve com um príncipe e então ordena a Olyvar que tire a roupa, tocando sua virilha. Sua reunião inicial é cortada pelo confronto de Oberyn com dois Lannisters bêbados e cantores ao lado, mas ele e Olyvar se encontram mais tarde em uma orgia com a esposa de Oberyn e com outras duas prostitutas.

Durante a orgia, Oberyn explica sua bissexualidade assim: “Todo mundo sente falta da metade do prazer do mundo. Quando se trata de amor, não escolho os lados”. Essas linhas cimentaram seu alto nível entre os fãs bissexuais.

Embora mais tarde ele tenha a cabeça esmagada em um julgamento mortal por combate com The Mountain, sua esposa continua a compartilhar um beijo do mesmo sexo com o capitão bisexual Yara Greyjoy antes de ser capturado e torturado até a morte nas masmorras de King’s Landing . A vida é brutal em Westeros – você deve apreciá-la enquanto puder.

5. Ser Loras Tyrell tem conversa ao pé do ouvido com Olyvar (Temporada 5, episódio 1)

Esta última cena não é tanto uma cena sexual mas muito mais uma cena pós-sexo. Nela, Loras e Olyvar conversam por um pouco antes de sairem. Então, Margaery interrompe os dois antes de despedir Olyvar e discutir sobre os planos de casamento infeliz de seu irmão.

Neste ponto da série, Margaery casou-se com Tommen Baratheon – o filho jovem, generoso e impressionável do assustador e frio Cersei Lannister.

Infelizmente para Margaery e Loras, Olyvar também é o espião de Cersei, e ele mais tarde testemunha contra eles ambos em um julgamento por sodomia e perjúrio em frente ao High Sparrow, o governante local de uma seita religiosa militante conhecida como Sparrows. Então, deixe isso ser uma lição para todos nós – escolha seus parceiros sexuais com muito cuidado!