Marsupial Adoravelmente Pequenino Traz Novo Significado A “Orgasmo”

This post is also available in: Inglês Alemão Russo

Todos sabem que a Austrália é cheia de animais perigosos… Mas essa espécie recentemente descoberta é perigosa a si mesma por causa de seu amor a orgias ameaçadoras. É sério.

Duas novas espécies de roedores (ou Antechinus se você for sórdido) foram descobertas. Como o nome sugere, eles são marsupiais parecidos com ratos. Eles são fofos, felpudos e os machos morrem todo ano em uma orgia de duas semanas na qual eles ficam tão esgotados se acasalando que o sistema imunológico deles para de funcionar.

pouched mouse, orgy, mating, endangered
Gary Cranitch, Queensland Museum

Conforme se notou, essa é uma estratégia forte de evolução. Uma vez que as fêmeas aceitam vários parceiros diferentes, o esperma concorrente resolve as lutas. No fim das contas, o esperma dos machos mais fortes fertiliza o óvulo. O processo de morte não é rápido. Quando o sistema imunológico deles para, eles têm hemorragia, os pelos caem, e eles ficam cambaleando cegamente, sempre tentando procriar. Sempre procriando, procriando e procriando até a morte. Que maneira de partir.

pouched mouse, orgy, mating, endangered
Alan Crouch

Pior ainda, essa morte dolorosa geralmente não é por nada par aos machos mais fracos. Mesmo após sucumbir à exaustão, é provável que nenhuma das fêmeas com as quais eles se acasalaram possa terminar carregando sua prole. Pode não parecer justo, mas geralmente as próximas ninhadas serão procriadas por um punhado dos machos mais fortes.

pouched mouse, orgy, mating, endangered
Gary Cranitch, Queensland Museum

As notícias ficam piores para os roedores. Cinco das 15 espécies estão ameaçadas de extinção, e pesquisadores estão tentando listar outras como ameaçadas — incluindo uma das espécies recém-descobertas. Além de sua expectativa de vida já curta, os marsupiais estão perdendo as velhas florestas onde vivem ao desmatamento. São esses desafios combinados com seu relativo desconhecimento que torna a proteção desses animais difícil. Uma vez que os animais vivem numa área tão pequena, um incêndio ou outro desastre poderia acabar com todos eles… e isso também vale para potenciais espécies que nem descobrimos ainda.

Comments are closed.