Não Se Sente Atraído Por Homens Mais Velhos? Olha O Que Você Está Perdendo…

This post is also available in: Inglês Alemão

Como um novo profissional do sexo, a maioria das pessoas presumem que a maioria dos meus clientes não são atraentes. Isso não é verdade: a maioria dos meus clientes são bem bonitos na verdade, eles apenas buscam serviços sexuais baseados na conveniência, não no desespero. As pessoas também presumem que a maioria dos meus clientes são homens mais velhos — e sim, eles são.

Meus clientes são mais velhos por muitas razões: homens mais velhos são geralmente mais estáveis financeiramente, tem um entendimento melhor dos seus desejos e são capazes de articula-los de maneira clara para um profissional do sexo como eu. Mas as pessoas presumem que meus clientes são mais velhos porque os homens gays e bis não acham os mais velhos desejáveis sexualmente, restando a mim satisfazer as necessidades deles.

Clark Rogers, sex worker
Clark Rogers: profissional do sexo vivendo em Chicago e autor desse artigo.

Eu pensei sobre essas coisas sendo o único homem gay com menos de 30 anos em um workshop sobre preconceito etário durante o Creating Change, a Conferência Nacional sobre Igualdade LGBTQ. Depois de separado em um grupo pequeno com três homens gays mais velhos, nós recebemos um anúncio impresso de um creme antienvelhecimento e um cartão de aniversário dizendo “AAAAAGHH! Nós estamos ficando mais velhos! Nossos corpos estão caindo! Nossas mentes estão se arruinando! O que significa que para sempre nos sentiremos com preguiça e exaustos, e não lembraremos o porquê.”

Desapontado para caralho.

Não é surpresa que a nossa cultura sexual exclui completamente os gays mais velhos. Um dos homens no meu grupo mencionou que a mídia gay frequentemente apresenta caras jovens como afluentes como uma forma de exaltar ainda mais a juventude. Outro notou que a as imagens dos ídolos da beleza não mudaram desde que ele era jovem — apesar do consumidor ter envelhecido, os modelos permaneceram jovens. Assim, o nosso próprio conceito de beleza se estagnou, afastando as gerações mais velhas para fora do imaginário sexual.

Que os idosos são excluídos das revistas de beleza não é nenhuma surpresa. Mas sim que particularmente os homens gays — uma comunidade que expressa seus ideais culturais e valores quase que inteiramente através do sexo — tem usado namoros online e outras mídias offline como um jeito de excluir e discriminar pessoas mais velhas gera consequências maiores do que os jovens tem ideia.

Me ocorreu que eu nunca tinha falado com um grupo de gays mais velhos sobre preconceito etário porque eu não estou frequentemente em contato com homens gays com mais de 65 anos em um espaço franco e aberto como o Creating Change. Uma pesquisa de 2013 com 616 residentes LGBT de San Francisco na faixa etária de  60 a 92 anos mostrou que 63% moravam sozinhos sem parceiro. Quando nos recusamos a falar com os mais velhos ou não permitimos suas presenças em lugares sexualizados, só aumenta o isolamento deles, e o nosso.

Esse é o nosso povo de que estamos falando — NOSSO povo. Eles compartilham nossa história de apagamento, nossa história de ser trancado em instituições mentais, a grande perda que nós sentimos durante o ápice da epidemia da AIDS. Eles viveram isso, porra. As perspectivas deles tem valor para a gente; sem as vozes deles, nós perdemos nossa história. É verdade que alguns idosos tem uma pequena rede de apoio, mas muitas dessas redes de apoio são compostas por outros idosos, os isolando mais ainda dos jovens gays.

Os homens no meu grupo me falaram que eles queriam que os mais jovens procurassem por indivíduos LGBT mais velhos, que nós é que devíamos encontrá-los. Isso faz total sentido para mim. Os homens gays idosos, especialmente, não se sentem bem-vindos em nossos lugares altamente sexualizados, então onde mais eles poderiam nos encontrar e por que deveriam tentar?

Assim, cabe a nós deixar de lado nossa cultura altamente sexualizada e criar uma ponte até os nossos colegas mais velhos. Eles precisam da gente e, ao menos, socializar com eles vai ajudar a estabelecer um quadro para quando nós também nos tornarmos idosos. Se nós pudermos encontrar um jeito para um homem idoso gay compartilhar suas experiências com a nossa comunidade — histórias que não serão compartilhadas em uma cultura focada no sexo — nós não perderemos a coisa mais valiosa que nós podemos obter um do outro: um senso mais forte da nossa própria identidade, que vai durar por gerações.

(imagem via Carl Nenzén Lovén)


RELACIONADO: Esses 10 Daddies Grisalhos Querem Te Contar Alguns Segredos