Nossos 7 Momentos Favoritos: Gaga, Beyoncé e Adele Arrasaram Muito no Grammy (Vídeo)

This post is also available in: Inglês Espanhol

O futuro é feminino.

Obrigado meu Deus pelas nossas divas Katy, Lady Gaga, Beyoncé e Adele! Por causa dessas mulheres maravilhosas o Grammy desse ano não deu vontade de dormir. Apesar de que pode ser que o Frank Ocean discorde da gente.

Da apresentação headbanging da Gaga ao discurso emocionante da Adele à Laverne Cox usando sua plataforma, o Grammy foi com certeza uma grande realização feminina.

Aqui estão os nossos sete momentos favoritos protagonizados por mulheres na premiação de ontem.

7. A apresentação engajada de Katy Perry.

Katy Perry militou durante a apresentação do seu novo single “Chained to the Rhythm”. Usando um terninho com uma faixa no braço com a palavra “PERSIST” (PERSISTA), ela acabou sua performance com as palavras da Constituição projetadas atrás dela gritando, “Sem ódio!”

6. O apelo de Laverne Cox para o estudante trans Gavin Grim.

Laverne Cox usou seu momento no Grammy para chamar atenção para o caso envolvendo os direitos de transgêneros que está a caminho da Suprema Corte. “Por favor pesquisem no Google Gavin Grimm. Ele está indo para a Suprema Corte em março. #StandWithGavin,” disse enquanto apresentava Lady Gaga e Metallica.

5. A parceria headbanging da Lady Gaga com o Metallica.

Lady Gaga estava com tudo durante seu dueto com o Metallica. Apesar de problemas técnicos que incomodaram a noite toda, a Gaga arrasou–pulando e se movimentando pelo palco enquanto estava maravilhosa e com vocais incríveis.

4. O discurso empoderador da Beyoncé.

Enquanto aceitava o Grammy por Melhor Álbum de Urban Contemporâneo por “Lemonade,” Beyoncé deu uma declaração poderosa sobre a necessidade de representações positivas de negros na mídia. “É importante para mim mostrar imagens para meus filhos que refletem a beleza deles,” disse. “Para que eles possam crescer em um mundo em que eles olhem no espelho, primeiro através de suas próprias famílias — assim como nos jornais, no Super Bowl, nas Olimpíadas, na Casa Branca e no Grammy — e se vejam, e não tenham dúvidas de que eles são bonitos, inteligentes e capazes.”

3. O tributo emocionada da Adele para o George Michael.

Apesar de ela ter errado o início, xingado e começado de novo – o tributo foi uma maneira perfeita de lembrar do George Michael. Sua versão emocionada do hit de 1996 do George “Fastlove” foi uma homenagem simples e maravilhosa para o grande ícone gay.

2. A apresentação da deusa Beyoncé.

A apresentação fascinante da Beyoncé de “Love Drought” e “Sandcastles” foi arte verdadeira em sua melhor forma. Os destaques incluem hologramas de sua filha Blue Ivy, uma cadeira levitando e a cantora acariciando sua barriguinha enquanto usava uma tiara digna de uma deusa.

1. Adele faz a Meninas Malvadas e quebra o seu Grammy em dois pedaços.

O momento número um para a gente foi quando a Adele ganhou o prêmio de Álbum do Ano e o dedicou com todo seu coração para Beyoncé. “E como você faz eu e meus amigos nos sentir, como você faz meus amigos negros se sentir, é empoderador. E você dá forças para eles se defenderem. E eu te amo. Sempre amei e sempre vou amar.”

Após seu discurso, Adele quebrou seu Grammy em dois pedaços e ofereceu um pedaço para Beyoncé reproduzindo a cena de Meninas Malvadas (Mean Girls).

Grammys 2017

 

Traduzido por Rafael Lessa.