O Vídeo De Sexo Oral Que Vazou Do Milk Lin (牛奶哥哥(林宗彥)) Poderia Ajudar Os Direitos LGBT Na Ásia?

This post is also available in: Inglês Alemão

O Apresentador de tv taiwanês Milk Lin (牛奶哥哥(林宗彥)) virou notícia (link em Chinês) por causa de um vídeo caseiro de um boquete que o seu amigo que mora com ele (e recebeu o boquete) vazou na internet. De acordo com o QueerClick (NSFW), essa é a terceira vez que o Lin vai parar na internet fazendo a mesma coisa, apesar de que o Lin alegou nas duas vezes anteriores — que se tratavam de fotos — que tinham usado photoshop. Uhuuum… tá bom.

Mas isso nos fez pensar: tirar ele do armário poderia ajudar a aumentar os direitos LGBT pela Ásia?

好黑

A post shared by 林牛奶 (@arison0808) on

Enquanto o vizinho mais próximo de Taiwan, a China, não tem o melhor histórico com direitos LGBT, Taiwan está bem atento no que diz respeito a igualdade: Homossexualidade não é crime lá, e apesar do casamento gay não ser legal a nível nacional, as cidades de Kaohsiung e Taipé (capital de Taiwan) permitiram que casais gays registrassem uma parceria civil pela primeira vez esse ano. O registro, infelizmente, não estendia à benefícios de saúde, mas ainda há progresso.

A nível nacional em Taiwan, há uma proposta aberta para votação que iria legalizar o casamento homoafetivo, apesar de que ainda não foi votado. Na verdade, parece que Taiwan está encarando algumas das mesmas circunstâncias que levou à legalização da igualdade do casamento nos EUA: A maioria dos cidadãos taiwaneses de várias gerações apoiam o casamento igualitário, e o Ministro da Justiça já defendeu a legalização do casamento homoafetivo também.

Se Taiwan legalizar o casamento igualitário, seria o primeiro país asiático a faze-lo. Taipé tem sediado paradas gay por 14 anos, e as pessoas vem de toda parte da Ásia para comemorar liberdades lá que eles não tem nos seus próprios países. A parada desse ano está agendada para o Halloween.

Os cidadãos taiwaneses gay estão protegidos de discriminação no local de trabalho, podem servir nas forças armadas, e os livros didáticos taiwaneses nas escolas promovem a tolerância. Isso é diferente da maioria dos outros países na Ásia, como a Malásia, onde um homem gay (a homossexualidade feminina é legal lá) pode ser chicoteado ou passar até 20 anos na prisão. Outros países, como Camboja e Laos nunca baniram a homossexualidade, mas eles também não tem nenhuma proteção para cidadãos gays, inclusive a Camboja tem uma proibição constitucional contra o casamento gay. O pior na Ásia fora do Oriente Médio, no entanto, é Brunei, onde a homossexualidade é punida com até 10 anos de prisão ou morte por apedrejamento.

Devemos aguardar para ver se a natureza progressista de Taiwan vai se espalhar pelo resto do leste asiático, especialmente por causa da revelação recente do #MilkLin (#牛奶哥哥 (#林宗彥)), mas como Taipé é conhecida como a capital gay da Ásia, talvez outros países notem o aumento do turismo gay e mudem suas políticas para atrair pessoas gays do exterior para gastarem seu dinheiro lá.

E se você quiser ver mais fotos do Milk Lin, dá uma olhada no Instagram dele.

Comments are closed.