Os 20 Maiores Personagens Queer dos Videogames de Todos os Tempos

This post is also available in: Inglês

Moonmist, lesbian video game
A capa de Moonmist

Trinta anos atrás, muito jogos de videogame tinham os textos como base, onde os jogadores tinham que digitar os comandos e então ler o que estava acontecendo. Muita coisa era deixada para a imaginação! Atualmente esse processo parece chato, mas nossa visão sobre os jogos queer na verdade começa nessa época. Em 1986 uma empresa chamada Infocom lançou um jogo de computador chamado  Moonmist, um mistério em um castelo assombrado que contava com a artista Vivian Pentreath, a primeira personagem lésbica na história dos videogames. O primeiro jogo explicitamente queer, um mistério underground de 1988 chamado Caper In The Castro, veio logo depois, no entanto sua tecnologia se perdeu nas areias do tempo. Desde então os videogames se tornaram mais sofisticados tecnicamente, e por isso há uma variedade de personagens LGBT em jogos mainstream e indie. Aqui estão 19 dos nossos favoritos. Não é de maneira alguma uma lista exaustiva, então se sinta a vontade para mandar mensagens de ódio porque deixamos seu favorito de fora: Eagle in Street Fighter

Eagle (Street Fighter)

Eagle era um dos dois lutadores ingleses no jogo Street Fighter original de 1987. Um mordomo profissional (com certeza) que luta com varas, usando suspensório e gravata borboleta. No jogos Street Fighter seguintes ele foi reinventado como o maior fã do cantor bissexual do Queen, Freddie Mercury. Acredite ou não, diversos videogames fazem referência direta ao Queen.

Birdo in Super Mario Bros. 2

Birdo (Super Mario Bros. 2)

A Nintendo introduziu Birdo como um vilão cuspidor de ovos na segunda edição da sua série enormemente popular Super Mario Bros. De acordo com o manual, essa criatura dinossauro com o laço rosa na cabeça “acha que é uma garota e cospe ovos pela boca. Ele prefere ser chamado de ‘Birdetta.'” Indiscutivelmente o primeiro personagem trans dos videogames, o nome da Birdo/Birdetta na versão japonesa do jogo na verdade é Catherine. Ela também não é totalmente má; em  2000 ela estava jogando tênis em dupla com o bom moço Yoshi.

Poison in Final Fight

Poison (Final Fight / Street Fighter)

Uma personagem secundária no jogo da Capcom de 1989 Final Fight, com seu cabelo rosa, Poison apareceu em uma série de jogos com o passar dos anos quebrando tudo com movimentos como o Poison Kiss. Mas os criadores japoneses do Final Fight temiam que os jogadores americanos não iriam querer ver homens fortões batendo em mulheres, então eles designaram a Poison como uma mulher trans porque na lógica do final dos anos 80 isso parecia mais aceitável. Dependendo de quem você pergunte, ela é uma caricatura grosseira das profissionais do sexo ou uma heroína para as mulheres trans do mundo todo.

Rex Nebular

Rex/Rox Nebular (Rex Nebular and the Cosmic Gender-Bender)

O confiante caçador de tesouros Rex Nebular espatifa sua nave, The Slippery Pig, em um planeta habitado por mulheres humanas, que usaram armas biológicas para vencer a guerra dos sexos de uma vez por todas. Mas como elas conseguem sobreviver? Fácil! Com a ajuda de uma máquina chamada Cosmic Gender-Bender que permite que elas mudem de sexo temporariamente. Rex inclusive se torna uma mulher por um breve período, Rox, para não ser detectado.

Alfred Horner in Dracula Unleashed

Alfred Horner (Dracula Unleashed)

Pertencente àquele breve período estranho em que os videogames tentaram incorporar vídeos com pessoas na narrativa, Dracula Unleashed (1993) conta com uma variedade de atores fazendo sotaques horríveis, incluindo o “dono da livraria muito afeminado” chamado Alfred Horner, que fala coisas como “Que lenço innnnnn-teressante!” ao ver um pedaço de pano esfarrapado.

Ash in Streets of Rage 3

Ash (Streets of Rage 3)

Streets of Rage 3 foi produzido pela Sega para o console Genesis lá em 1994. Na versões originais japonesas do jogo, o primeiro chefão a ser vencido é Ash, um homem musculoso afetado que sai dançando usando um collant preto brilhoso com um colete roxo de motoqueiro, munhequeira de couro e botas de cano alto com salto pontiagudo. Ele foi removido da versão americana, mas ainda assim era possível ter acesso a ele através de um cheat code.

Phantasmagoria 2

Curtis (Phantasmagoria: A Puzzle of Flesh)

O segundo capítulo do franchise Phantasmagoria da Sierra Entertainment, um jogo de point and click com uma filmagem barata feito para PCs, é notável por ser o primeiro game amplamente distribuído onde o jogador está controlando um personagem queer. Curtis é bissexual, e revela ao seu terapeuta que se sente atraído pelo seu amigo Trevor. O jogo também é singular por evitar estereótipos afeminados. Os queers são tão sem graça quanto as outras pessoas.

Fallout 2 lesbian wedding

Chitsa (Fallout 2)

Os jogadores podem escolher o gênero do personagem em Fallout 2, um RPG de 1998 para computador em um futuro distópico. O jogo contém escravidão, prostituição, crime organizado e, se você selecionar a Chitsa como a sua personagem, um casamento lésbico realizado sob pressão do pai. O jogo foi completamente inspirador para aqueles que procuravam por personagens queer em seus jogos.

Vamp in Metal Gear Solid 2

Vamp (Metal Gear Solid 2)

O bissexual romeno especialista em facas, Vamp, é um dos vilões em Metal Gear Solid 2, um jogo da Konami para Playstation. Como você pode esperar de um romeno chamado Vamp, esse cara também têm sede de sangue.

Jimmy Hopkins in Bully

Jimmy Hopkins (Bully)

Situado em um colégio interno em New England, o jogo de 2006 da Rockstar Games, Bully, foi recebido com controvérsia antes mesmo de ser lançado, apesar de que não teve tanto a ver com os beijos entre meninos e sim com os críticos irritados chamando o jogo de um “simulador da Columbine.” Após ter apenas uma aula de artes, Jimmy Hopkins pode pegar alguns meninos de várias panelinhas, mas só se ele der flores para eles antes. Awwwww.

Dr. Liara T'Soni in Mass Effect

Dr. Liara T’soni (Mass Effect)

Mass Effect é talvez a série mais queer dos videogames, com a Dr. Liara T’soni em todas as três edições da série. Uma membro da asari, um raça de apenas mulheres, T’soni pode se reproduzir com qualquer membro de qualquer espécie. Se o jogador escolher ser uma mulher, há a possibilidade de uma cena softcore lésbica onde o jogador, Shep, dá uns pegas na doutora.

Shadow Kanji Tatsumi

Kanji Tatsumi (Shin Megami Tensei: Persona 4)

Kanji Tatsumi é um motoqueiro delinquente que gosta de costurar e  luta abertamente com os conceitos japoneses de masculinidade. Ele é o personagem raro de videogame que ainda está tentando entender sua sexualidade, e é por isso que ele é um dos personagens LGBT (provavelmente B?) mais populares na história dos videogames.

Gay Tony in The Ballad of Gay Tony

Gay Tony (Grand Theft Auto 4: San Andreas)

Grand Theft Auto nunca fugiu de personagens queer, apesar de que geralmente eles são estereótipos espalhafatosos como a diretora de filme pornô que é trans, Rani Wassulmaier, no processo de ter sua quarta cirurgia de redesignação de gênero, ou o “lifestyle coach” super atraente mas também super afetado Bernie Crane. Em 2009, a Rockstar Games lançou The Ballad of Gay Tony, um pack de expansão do GTA4 sobre um dono de boate drogado. Mas os brothers altamente héteros não precisam se preocupar em jogar como um personagem gay: os jogadores na verdade controlam o guarda-costas hétero do Tony.

Erica Anderson in Catherine

Erica Anderson (Catherine)

Erica é uma garçonete fofoqueira que desenvolve sentimentos pelo Toby, um homem muito mais novo. É fortemente indicado (e, em um final, revelado) que Erica é uma mulher trans que passou pela redesignação de gênero, o que Toby, que era virgem, não percebe nem quando eles transam pela primeira vez. Desenvolvido pela Atlus, a mesma empresa que criou Kanji Tatsumi, Erica recebeu elogios por ser uma personagem trans positiva que não é apenas um veículo para piadas de mau gosto.

Capt. Tycho Minogue

Capt. Tycho Minogue (My Ex-Boyfriend The Space Tyrant!)

O desenvolvedor indie australiano Luke Miller lançou My Ex-Boyfriend The Space Tyrant! em 2012. O mistério/ação despretensioso acompanha o Capitão Minogue – em homenagem à Kylie –que viaja pelas galáxias em uma nave espacial chamada pleasuretron, encontrando um monte de abdomens rasgados e um ex malvado determinado a dominar o universo.

Bill in The Last of Us

Bill (The Last of Us)

Em um mundo pós-apocalíptico, os heróis Joel e Ellie entram na cidade de Lincoln, cheia de armadilhas, que é controlada por um homem gay paranoico chamado Bill. Rabugento e temeroso, Bill mantém uma aliança desconfortável com os personagens principais. O personagem foi elogiado pela GLAAD pelo retrato de um homem gay como uma pessoas comum, embora seja um paranoico preso em um pesadelo infernal.Kian Alvare in Dreamfall Chapters

Kian Alvane (Dreamfall Chapters)

O gostosão Kian Alvane é um dos três personagens jogáveis em Dreamfall Chapters, um jogo em cinco episódios aclamado pela crítica lançado pela desenvolvedora norueguesa Red Thread Games. Revela-se que Alvane é gay no terceiro capítulo, lançado no verão passado.

Krem in Dragon Age: Inquisition

Krem (Dragon Age Inquisition)

Dragon Age: Inquisition conta com o conquistador bigodudo Dorian, um dos nove companheiros em potencial do personagem do jogador. Se o jogador for homem, há a possibilidade de rolar sexo e cenas gratuitas de bunda. Mas o que é ainda mais interessante é a inclusão no jogo do Cremisius “Krem” Aclassi, um homem trans que não é tratado como alvo de piadas.

Athena in Borderlands: The Pre-Sequel!

Janey Springs e Athena (Borderlands: The Pre-Sequel!)

Borderlands: The Pre-Sequel!, um jogo de tiro em primeira pessoa, é um caso raro pois há um número igual de personagens homens e mulheres que os jogadores podem escolher. O que é mais singular singular, a guerreira Athena muito provavelmente tem um relacionamento com a sucateira galanteadora Janey Springs.

Publicado anteriormente em 16 de novembro de 2015.


GX, ou GaymerX, é um “espaço queer”; uma convenção anual em Santa Clara, Califórnia, onde painéis focam em temas queer, mas todos são convidados e bem-vindos. Como um patrocinador de mídia orgulhoso do GaymerX, o Unicorn Booty cobre questões dos games de todos os tipos. Ingressos estão disponíveis em GaymerX.com.

Comments are closed.