Pau pra toda obra, ou melhor, Pakcer pra toda transa

O Packer é o acessório do momento para os homens trans. Trata-se de um pênis feito de silicone com funções de um pênis para usar no dia a dia como volume, urinar em pé (sim, eles vão ao banheiro dos meninos e vão mijar com a galera), e principalmente para relações sexuais, sendo que sua anatomia é projetada para dar prazer para os dois na transa.

Stevan Queiroz, que trabalha no desenvolvimento de próteses de silicone para homens trans, conta que de pois da mastectomia e do tratamento hormonal, sentia a necessidade de uma prótese mais completa, que envolvesse não apenas o sexo, mas tudo o que um homem sente em relação ao seu pênis:

“Eu vivia em uma confusão interna, minha mente vivia atormentada com os medos, questionamentos, atrapalhava muito meu dia a dia, minha parte social e meu convívio com as pessoas. Evitava de ir ao médico, deixei de ir na praia por muitos anos, deixei de ir a viagens e festas que tinha piscina”.

O Packer com as 4 funções (volume, urinar, penetração e prazer próprio) e com 5 opções de tons de pele, é desenvolvido pela Transtore Packers e é vendido no site da loja por R$ 135. O material não é tóxico e pode ser lavado com sabonete neutro todos os dias após o uso. O produto acaba sendo uma necessidade de muitos meninos trans e uma das poucas alternativas além da cirurgia, por isso a procura acaba sendo grande.

“Quando usei a prótese a primeira vez, resolvi fazer umas fotos, porque foi uma espécie de terapia, consegui me ver, me expressar e me sentir seguro. Foi maravilhoso!”, revela um usuário.

 Cada um encara o acessório de forma muito pessoal, especialmente a mulher que vai ser penetrada. A tentativa é estabelecer o máximo de realidade para que o packer realmente seja visto como um membro do corpo do homem trans e não um brinquedo, como geralmente ocorre no sexo entre os casais.

Stevan diz que essa é uma forma de se sentir completo e mais confiante. Poder andar na rua se sentindo bem com o volume que apresenta e ir para uma transa se sentindo confortável com seu próprio corpo é inigualável. E claro, ir ao banheiro sem precisar sentar para urinar.