Bodybuilder russo injeta produtos químicos perigosos em seu corpo para ter os braços Popeye

This post is also available in: Inglês Espanhol Francês Russo Tailandês Chinês

Em 17 de janeiro de 1929, um cartunista americano chamado E.C. Segar criou um personagem dos quadrinhos chamado Popeye, um marinheiro de bom coração que tinha músculos grosseiramente desenhados e super-força alimentada com espinafre. Embora os fãs imediatamente tenham gostado do Popeye, seu criador provavelmente nunca esperou que ninguém quisesse se parecer com ele.

Mas agora, quase 90 anos depois, um ex-soldado russo chamado Kirill Tereschin está injetando em seus músculos com óleo para ganhar músculos iguais aos do Popeye e isso literalmente o está matando.

O jovem de 21 anos tem se injetado repetidamente um produto químico chamado synthol – uma substância comumente comercializada como “óleo de aprimoramento” – na tentativa de fazer seu bíceps e tríceps parecerem parecerem muito maiores. Como resultado, ele agora tem bíceps e tríceps de 24 polegadas que parecem vermelhos, inflamados e muito doloridos.

 

Popeye bodybuilder 01
Popeye, the sailor man

 

A história por trás do Popeye malhador

Depois de deixar o exército, Tereschin queria começar musculação e quebrar alguns recordes mundiais. Além de malhar muito, ele começou a injetar synthol em seus braços, às vezes litros por vez.

@r_olegovich35

A post shared by k1rya26rus (@s_1_a_c_k_3_r) on

“Para alcançar esse tamanho (recorde), você precisa injetar litros em seus braços”, disse Tereschin. “Eu estava fazendo isso e tendo febre de até 40 graus, estava deitado na cama sentindo como se eu estivesse morrendo, mas então tudo acabou bem”.

O Synthol é uma substância composta de óleo, lidocaína (um agente anestésico) e álcool. Os construtores de corpo, às vezes, injetam-no em seus músculos para melhorar o tamanho e a aparência de seus músculos antes das competições de musculação. Mas o uso repetido pode causar danos nos nervos, cicatrizes, cistos, úlceras, bloqueios, infecções ou coágulos sanguíneos potencialmente mortais.

A post shared by k1rya26rus (@s_1_a_c_k_3_r) on

O Popeye maromba e algumas mulheres trans usam o mesmo produto

Enquanto a busca de Tereschin por seu corpo ideal pode parecer algo estúpido, as mulheres trans vivendo nas cidades do interior, às vezes, injetam silicone industrial e outras substâncias perigosas em seus corpos para ajudar a alterar sua aparência. A prática é chamada de “bombeamento” e várias mulheres obtiveram infecções mortais ou outras doenças médicas graves.

Se Tereschin não der um tempo e apenas se manter com exercícios regulares e espinafre, como Popeye, ele pode logo logo ficam sem corpo algum…