MIS expõe vida e obra de Renato Russo

A exposição que carrega o nome do artista é uma homenagem a um dos maiores ícones da música brasileira, sendo esta a quarta exposição idealizada e concebida totalmente pelo museu, a pedido de Giuliano Manfredini, único filho do artista, que concedeu ao MIS total acesso ao apartamento de Renato Russo para catalogação, conservação e adaptação de um vasto material inédito ao grande público.

A mostra conta com curadoria de André Sturm – ex-diretor do Museu da Imagem e do Som de São Paulo –  e direção de arte do Ateliê Marko Brajovic. Renato Russo apresenta, por meio de uma experiência imersiva, a vida e a obra deste ícone do rock brasileiro que morreu há 21 anos de complicações causadas pelo HIV aos 36 anos de idade.

Com itens exclusivamente do acervo de Renato Russo incluindo objetos pessoais como roupas, fotografias, manuscritos, instrumentos musicais, documentos escolares, desenhos, cartas de fãs, além de prêmios e fanzines, a exposição microfilmou milhares de cartas de fãs e construiu  um túnel de memórias em um dos andares do museu.

É impossível não imergir no doce e depressivo mundo de Renato Russo, que, além de grande letrista, também produziu desenhos e pinturas, bem como uma peça de teatro e projetos cinematográficos que podem ser lidos na exposição.

Em dado momento, os visitantes se deparam com uma instalação que reproduz o quarto onde Renato Russo morreu solitário e recluso. É emocionante! Todas as gerações podem, e devem visitar essa exposição que constrói a trajetória de um artista LGBT que nunca escondeu sua condição e pregou a livre escolha e o amor entre todos em suas canções.

Pesquisa e conservação

Para saber como se deu o processo da concepção da exposição até o resultado que envolveu uma vasta pesquisa realizada no acervo que se encontrava no apartamento de Renato Russo, localizado no Rio de Janeiro, onde viveu de 1990 a 1996, a direção do museu fez um vídeo em que mostra os técnicos trabalhando nas escolhas, estudos e montagem de tudo que se vê.

Assista aqui o vídeo e não deixe de visitar a exposição que vai até 28 de janeiro de 2018. Confira aqui  o calendário e ingressos.