Porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia não dá informações sobre homossexuais na Chechênia (Vídeo)

This post is also available in: Inglês Espanhol Francês Tailandês

Deus sabe que Katie Couric tem tentado ficar do lado da boa luta, mas seu recente encontro com Maria Zakharova, uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russo, para o Yahoo! Notícias claramente não chegou lugar nenhum. Perguntada sobre a resposta da Rússia à Chechênia – uma república russa onde homens gays estão sendo sequestrados, presos e torturados — Zakharova ficou tão irritada com o tema que até se levantou.

Depois de discutir vários outros tópicos com Zakharova – incluindo notícias falsas, o ataque aéreo à Síria de Trump e a influência da Rússia nas recentes eleições francesas — Couric voltou-se para os internacionalmente conhecidos relatórios que saem da Chechênia, onde um líder pro-Kremlin, Ramzan A. Kadyrov, está colocando homens gays no alvo. Imediatamente tornou-se claro Zakharova não tinha interesse em discutir isso, não permitindo Couric até mesmo terminar a pergunta.

“Isso não é problema meu, não sou especialista nisso”, disse ela antes que a pergunta pudesse ser feita.

“Mas você pode responder” – retrucou Couric. – “Deixe-me fazer a pergunta”.

“Isso não é culpa minha”, proclamou a porta-voz russa em determinado momento.

Perguntada sobre o que a Rússia está fazendo sobre isso, Zakharova – visivelmente irritada – respondeu, “Fazendo uma investigação”, revelando um pouco mais.

POST RELACIONADO: Chechênia é apenas 1 entre 3 países que sequestram gays

Couric também cita à Zakharova um artigo de opinião que recentemente saiu no The New York Times:

Esse abominável crime cometido por uma república russa e seu possível encobrimento provocou uma forte resposta de Moscou e da comunidade internacional. Isso seria um solavanco para o governo russo, que está negando que há evidências de quaisquer crimes e tem procurado manter sua própria população gay invisível.

Zakharova se recusou a responder à citação, insistindo que a “investigação” do país deveria ser suficiente.

Assista ao vídeo da pergunta de Katie Couric sobre a Rússia e gays na Chechênia abaixo: