Namorado de homem morto no tiroteio em Las Vegas conta seus últimos momentos

This post is also available in: Inglês

Ontem, o apresentador gay da CNN Anderson Cooper conversou com Bobby Eardley, que morava com seu namorado Cameron Robinson, o homem de 28 anos, abertamente gay, morto no recente tiroteio em massa em Las Vegas. Os dois estão na foto acima.

Eardley e Cameron estavam no festival de música country Route 91 Harvest quando uma bala atingiu Cameron no pescoço. Eardley também foi atingido no tiroteio por estilhaços nas costas, mas já se recuperou.

Os dois moravam juntos em St. George, Utah, mas Cameron regularmente dirigia duas horas até Las Vegas devido a seu trabalho como especialista em registros legais da cidade.

RELACIONADO | De Lady Gaga a Taylor Swift, Celebridades Reagem ao Ataque em Las Vegas de Ontem

Durante a entrevista, Cooper disse, “Eu não sei se você quer falar sobre o que aconteceu ontem a noite … mas o que você quer falar?”

Olhando para cima, Eardley respondeu:

Eu só queria garantir que ele sabia que ele não estava sozinho naqueles momentos [finais], e eu abracei ele e falei com ele o tempo todo e eu sei que ele não foi a única vítima e eu sei que muitas outras pessoas estão passando exatamente pela mesma coisa que eu estou passando e meu coração está com cada uma delas. E eu realmente queria garantir que os heróis da situação também sejam reconhecidos.

Aqui está a entrevista de Cooper com o namorado da vítima de Las Vegas que era gay:

Eardley explicou que Cameron e outro homem ferido foram levados na caçamba de uma caminhonete para o hospital. Durante todo o trajeto, um estranho fazia ressuscitação cardiopulmonar o tempo todo em Cameron.

“Foi tão incrível ver aquele ímpeto e determinação e a vontade de ajudar … estranhos,” disse Eardley. “E eu nem fiquei sabendo o nome dele, e eu não lembro do rosto deles e eu me sinto péssimo que não posso encontrá-los e agradece-los por tudo que fizeram assim como todo mundo que ajudou tanto.”

A amiga de Cameron, Valerie Alvey, criou uma campanha no GoFundMe para cobrir as despesas médicas e com o funeral. Alvey escreveu na página que Robinson “amava cozinhar, entreter, correr maratonas, viajar, acampar, passear de barco e estar ao ar livre.”

A página se tornou um memorial virtual para expressar condolências e para compartilhar lembranças com Cameron. E já foram arrecadados U$ 24.478, quase U$ 10.000 a mais do que a meta inicial de U$ 15.000.

 

Imagem em destaque via Facebook

 

Traduzido por Rafael Lessa